sexta-feira, 24 de maio de 2013

Paixão pra vida toda





O time entra em campo. Ao fundo, as bandeiras tremulando e o pó de arroz encobrindo a torcida ao som de um canto forte e bonito. Há 28 anos o sentimento é o mesmo quando vivo esse momento. A emoção é a mesma que sentia com 10 anos de idade. E vai ser a mesma daqui a 10, 30, 50 anos. Ter uma paixão que te acompanha do primeiro ao último dia de vida é um verdadeiro privilégio. Feliz daquele que tem um clube no coração. (Natália Lacerda)

“Haja o que houver/onde quer que eu vá/ comigo vou levar as cores que herdei/verde, branco e grená”.

2 comentários:

PCFilho disse...

Lindo, Natália!!

Quando o Fluminense entra em campo, todo o resto vai para segundo plano. Até o apito final do árbitro, nada mais importa. O mundo é o Fluminense. O Fluminense é o mundo...

Natália tricolor disse...

Obrigada, PC!

Seu comentário me lembrou uma passagem de um documentário feito em homenagem aos 100 anos do Flu. Em um momento dentro do maracanã antes de um jogo do Flu, o Dado Villa-Lobos disse algo do tipo "quando estou aqui dentro, o mundo fica lá fora".

E é isso mesmo.

Saudações tricolores!