sexta-feira, 10 de abril de 2009

Ah, O Primeiro Clássico

"Eu estou imaginando o campo, as duas torcidas e os times. Mas para visualizar a partida temos de inseri-la no velho Rio, o Rio machadiano, o Rio que era uma abundante paisagem de gordas.

Na "belle époque", as mulheres iam para o futebol como se fossem para uma recepção no Itamarati. E elas demaiavam, vejam vocês, ainda tinham ataques. De vezem quando, faço a mim mesmo esta pergunta:- "Há quanto tempo não vejo uma mulher com ataque? "Elas matam e se matam, elas se atiram do sétimo andar, elas devoram um tubo de comprimidos. Mas não têm ataques, nem desmaiam. Ah, naquele tempo era lindo "ser histérica". E no futebol, quando entrava um gol, as mulheres desfaleciam, pareciam morrer em estertores. Os homens achavam sublime.

O primeiro Fla-Flu não era Fla-Flu. Só muito mais tarde é que Mário Filho inventou e promoveu a abreviação. O Flamengo fez tudo, tudo para ganhar este primeiro jogo. Outro dia, conversei com um velho torcedor, mais velho que o século. E ele, falando fino e baixinho (como uma criança que baixa num tenda espírita), contou o que foi o nascimento do maior clássico do futebol brasileiro. O Flamengo era o time campeão do Fluminense, sem Oswaldo Gomes.

Parece que na partida o futebol era um detalhe irrelevante ou mesmo nulo. Os dois times davam a sensação de que jogavam de navalha na liga. E, no entanto, houve um cínico e deslavado milagre: - ninguém saiu de maca, ninguém saiu de rabecão. Mas nunca se vira, em campo de futebol, ferocidade tamanha. E o Fluminense venceu.

Vejam como, histórica e psicologicamente, esse primeiro resultado seria decisivo. Se o FIamengo tivesse ganho, a rivalidade morreria, ali, de estalo. Mas a vitória tricolor gravou-se na carne e na alma flamengas.

E sempre que os dois se encontram, é como se o fizessem pela primeira vez".

(Nelson Rodrigues)

5 comentários:

Alexandre Fernandes disse...

Natalia, citar Nelson Rodrigues é mexer com os brios de qualquer tricolor.

Parabens pelo blog e espero q possamos escrever sobre mais uma vitoria nossa sobre os urubus...

ST

Mariana disse...

Valeu Nat.
Você ainda continua com o mesmo msn? Nós TEMOS de manter contato. rs
Até mais.

PCFilho disse...

Natália,

Sensacional mesmo! Sempre me arrepio com esse texto!

Parabéns pelo blog. Nesses poucos dias, já li quase metade do arquivo! :)

edson disse...

Eu lí, ou escutei algo sobre a origem da expressão fla-flu., que surgiu quando formaram um combinado e jogaram um amistoso juntos, é isso mesmo?

Natália tricolor disse...

Edson, foi um jogo que a seleção carioca jogou contra a seleção paulista. A carioca era composta apenas por jogadores de Fla e Flu. Daí surgiu o termo.

Mas Nelson dizia que foi Mario Filho o responsável pelo apelido famososo. " O primeiro Fla-Flu não era Fla-Flu. Só muito mais tarde é que Mário Filho inventou e promoveu a abreviação".

Saudações tricolores